quinta-feira, 1 de fevereiro de 2007

4 – Mariposa apaixonada...


A Dois Passos do Paraíso
Blitz
Composição: Evandro Mesquita/Ricardo Barreto

Longe de casa
A mais de uma semana
Milhas e milhas distante
Do meu amor
Será que ela está me esperando
Eu fico aqui sonhando
Voando alto
Ou perto do céu
Eu saio de noite
Andando sozinho
Eu vou entrando em qualquer bar
Eu faço meu caminho
No rádio toca uma canção
É que me faz lembrar você
Eu fico louco de emoção
E já não sei o que vou fazer

Estou a dois passos do paraíso
Não sei se vou voltar
Estou a dois passos do paraíso
Talvez eu fique, eu fique por lá
Estou a dois passos do paraíso
Não sei por que eu fui dizer bye bye

Bye bye baby bye bye (bis)

A Rádio Atividade leva até vocês
Mais um programa da séria série
"Dedique uma canção a quem você ama".
Eu tenho aqui em minhas mãos uma carta,
Uma carta de uma ouvinte que nos escreve
E assina com o singelo pseudônimo de
"Mariposa apaixonada de Guadalupe"
Ela nos conta que no dia que seria
O dia do dia mais feliz de sua vida
Arlindo Orlando, seu noivo
Um caminhoneiro conhecido de pequena
E pacata cidade de Miracema do Norte,
Fugiu, desapareceu, escafedeu-se.
Oh! Arlindo Orlando
Volte onde quer que você se encontre
Volte para o seio de sua amada.
Ela espera ver aquele caminhão voltando
De faróis baixos, e pára-choque duro.
Agora uma canção
Canta pra mim,
Eu não quero ver você triste assim.


Bye bye baby bye bye


Estou a dois passos do paraíso
E meu amor vou te buscar
Estou a dois passos do paraíso
E nunca mais vou te deixar
Estou a dois passos do paraíso
Não sei por que eu fui dizer bye bye


Lembram? Bons tempos aqueles da Blitz, hem? Pois bem... a estrutura apresentada no Diagrama 1 é conhecida como formação da mariposa.

Diagrama 1

Muitos principiantes desenvolvem a estrutura da mariposa iludidos pela beleza e aparente solidez da formação. Pensam... “Agora o canto está defendido e vou fazer muito território!. Será mesmo? Observem...



Diagrama 2



Após o lance branco no ponto 3-3 (san-san), as pretas não podem impedir a invasão do canto. Apresento ao leitor as variantes que demonstram a fragilidade da formação.

Construindo a mariposa, o goísta iniciante está apaixonado pela má forma...

Variante 1:

Diagrama 3

Variante 2:

Diagrama 4



2 comentários:

Marcellus disse...

Gostei do texto sobre a "Mariposa", Blitz quanto tempo!

Roberto disse...

Queria comentar que na formação mariposa que foi mostrado no site.
A forma final de brancasd esta de fato viva, MAS exige muita atenção.
Um lance de pretas em T-16 (variante um) se mal respondido leva a morte de brancas.
Tbem um lance de pretas em R-19 pode enganar brancas. Pelo que vi ele nao mata, mas se fizer um errinho minimo mata sim.
q-19 de pretas tbem pode criar confusão (jogando direito nao mata).
Roberto